Foi Despedido(a)? 10 maneiras de recuperar rapidamente!

Como recuperar rapidamente depois de ter sido despedido

Descobrir que foi despedido pode deixá-lo confuso, desamparado, zangado e assustado. E uma vez que se tenha habituado à notícia, é provável que haja um milhão de perguntas na sua cabeça, tais como quanto tempo vai demorar até encontrar trabalho novamente, como vai pagar a sua hipoteca e outras contas, e o que vai acontecer com a sua carreira?

Mas, por mais deprimente que seja o despedimento, concentre-se nas coisas que pode fazer para superar isso, mantenha-se positivo e lute contra o desemprego.

Assim que receber as notícias, vai precisar de um plano. Vai querer planear cuidadosamente as suas próximas jogadas e, ao mesmo tempo garantir que tem uma saída que seja perfeita para todas as partes envolvidas. Aqui estão passos a dar para se movimentar nesta situação atual para um novo caminho confortável.

 

1. Pense no que você realmente quer

Esta é uma oportunidade de ir ao fundo e considerar como quer contribuir com os seus dons e viver uma vida profissional e pessoal feliz. Considere falar com um career adviser ou receber treino numa nova disciplina. Embora essas opções possam ser caras, elas também podem colocá-lo no caminho certo.

Não deixe que um despedimento de emprego defina quem você é. Há sempre coisas maiores e melhores à sua espera, se você permanecer recetivo e otimista. Continue a trabalhar para o seu sucesso!

2. Reveja as suas finanças

Primeiro as primeiras coisas. Se você perdeu o seu emprego, a primeira coisa que precisa fazer é dar uma boa olhada nas suas finanças. Certifique-se de saber exatamente a que quantia de despedimento tem direito e descubra quanto tem nas suas contas poupança, para que saiba exatamente no que tem de voltar. Determine quais são as suas contas prioritárias – estas incluem a sua hipoteca/renda, imposto municipal, eletricidade e gás, subscrição de televisão, telemóvel, internet – e certifique-se de que faz o orçamento para elas. Cancele quaisquer itens não essenciais, como a sua inscrição no ginásio ou no aluguer de filmes, para obter algum rendimento extra disponível.

 

3. Sofrimento descabido

Se alguma vez houve um tempo para vegetar e relaxar, é agora. É difícil procurar emprego se estiver cheio de auto julgamento, raiva ou vergonha por ter sido despedido. Dê a si mesmo tempo para lamentar a perda na sua totalidade – a rotina diária que era familiar e confortável, as interações com antigos colegas, e o senso de propósito ou valor que o seu trabalho lhe deu – mesmo que não fosse o trabalho dos seus sonhos. É muita coisa para assimilar.

Permita-se processar as emoções complicadas. Talvez até se deixe amuar e sentir pena de si mesmo. Vá em frente e pense positivo. Tem permissão para suar e ser a antítese da produtividade.

Mas apenas por um tempo limitado. Depois de alguns dias, tem que enfrentar o mundo exterior novamente.

4. Melhore o seu Perfil de LinkedIn

Quando não está à procura de emprego, pode ser fácil ignorar o seu perfil no LinkedIn. Adiciona pessoas que encontra em eventos de rede como contactos e aceita pedidos à medida que eles entram, mas e  o resto? Agora é altura ideal para atualizar o seu perfil, e conectar se com pessoas na sua área técnica.

5. Não Compare e Desespere

Provavelmente não é a altura ideal para estar a passar pelas “melhores” fotos da vida de todos os outros. Sentir inveja ou comparar-se com todas as pessoas empregadas e aparentemente felizes no seu Facebook não vai ajudar você a recuperar. Na verdade, se você comparar a sua situação (provavelmente um dos seus momentos mais baixos) com a de todos, corre o risco de cair em profundo desespero, e isso não é maneira de seguir em frente e se focar na sua carreira.

Esqueça pouco nas redes sociais. Pare de pensar no que todos os outros estão a fazer, e concentre-se em você.

6. Tem direito ao subsídio de desemprego?

Enquanto estiver desempregado, pode ter direito ao subsídio de desemprego baseado nas contribuições nos últimos dois anos. Entre outros requisitos, tem que ter 360 dias de trabalho por conta de outrem com registo de remunerações nos 24 meses anteriores à data do desemprego. Para mais informações veja em Segurança Social, informações sobre o subsídio de desemprego.

7. Atualize o seu CV

Se o seu CV não foi mantido atualizado, agora é a altura de dar-lhe uma boa edição. O truque é vender-se sem exagerar. Ainda precisa ser honesto e garantir que o seu CV seja claro e conciso, às vezes um Currículo pequeno, mas direto é a melhor abordagem para garantir um novo emprego. Descubra como reformular o seu CV ou que frases deve evitar usar.

8. Melhore as suas habilidades

Com a taxa de desemprego em alta, há ainda mais concorrência para cada emprego. E isso significa que precisa se concentrar nas habilidades que o farão se destacar de todos os outros. Vale a pena fazer algumas pesquisas sobre as habilidades que precisa para os categorias de empregos para os quais quer se candidatar. Se certas habilidades estiverem um pouco enferrujadas, vale a pena se candidatar a um curso para aprimorar.

Se não está totalmente seguro de quais habilidades precisa, pesquise várias ofertas de trabalho na sua área técnica. Elas o ajudarão a explorar novas oportunidades e dar-lhe-ão uma visão geral de onde pode aplicá-las da melhor maneira possível. Esta nova fase da sua vida não tem que ser o fim do mundo – na verdade, pode ver isso como uma oportunidade de seguir um novo caminho de carreira. E se está preocupado com dinheiro, os cursos não têm que ser caros. Existem muitas plataformas que lhe permitem estudar a partir de casa. Pode fazer download de todos os ficheiros do curso e fazer provas para treinar as suas skills.

9. Candidate-se a várias ofertas de trabalho

Tente reservar algum tempo de manhã ou à noite para pesquisar em diversos sites de emprego  para ver se há algo que desperte o seu interesse. Também pode ser uma boa ideia assinar com agências de recrutamento. Se você decidir fazer isso, ligue para a sua agência uma vez por semana para saber o que está a acontecer – se você se mantiver em contacto regular, será uma das primeiras pessoas em quem a sua agência pensa se um emprego adequado vier à tona.

Deixo abaixo alguns dos melhores sites em Portugal para procurar emprego, inspirado neste artigo do site Economias.pt

Net Empregos

Sapo Emprego

Alerta Emprego

Expresso Emprego

Carga de Trabalhos

Bolsa de Emprego Público

Jobtide

CareerJet

Emprego XL

IT Jobs

Emprego Saúde

Turijobs

Se procura emprego no estrangeiro, outro artigo do site Economias mostra 10 sites que têm ofertas para fora do País

10. Acreditar que não é o fim do mundo

Ser despedido não é de forma alguma o fim da sua carreira. Na verdade, é uma oportunidade de fazer uma avaliação sóbria de quais são os seus objetivos de carreira e os elementos que precisa de mudar para atingir esses objetivos.

Finalmente, tente manter-se positivo. Pode ser incrivelmente desanimador ter a sua candidatura de emprego rejeitada, ou pior ainda, não receber sequer uma resposta. Mas tente manter-se otimista e manter o ritmo. Afinal de contas, você não vai conseguir um emprego se simplesmente desistir e decidir passar todos os dias no sofá em frente à TV.

Margarida Reis
Latest posts by Margarida Reis (see all)
Written By
More from Margarida Reis

Tudo Sobre: Conflito. Tipos e Como Gerir Situações de Conflito

Tudo Sobre Conflito O conflito é uma parte normal de qualquer tipo...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *